ta sempre a par das novidades

terça-feira, 21 de agosto de 2012

/finjo tão bem


Nos bracos da noite me perco
Negra sem formas nem estorias
Sem rosto para recordar sem labios para provar
Sem a forca do beijo perdido nem do calor outrora sentido
Sem chuva la fora no vidro nem o cheiro do prazer sentido
Mas negra e escura e dura, talvez pura, a noite abraca me e finjo que o amor um dia sentido se encontra agora comigo sem cheiros nem chuvas nem historia nem calor, que sei que a verdade tem, mas finjo
E finjo tao bem...

Sem comentários:

Enviar um comentário