ta sempre a par das novidades

terça-feira, 19 de abril de 2011

/diário de um revoltado consigo próprio (eu)

Eu normalmente quero ser o eu que realmente sou, não aquilo que os outros querem que eu seja... eu sou eu mas também sou um outro que quer ser o eu que o meu eu é!!! (soa a Pessoa... mas em mau... em muito mau!!!)
Se eu fosse uma pessoa normal teria alguém que me apoiasse nos momentos mais difíceis, alguém em que pudesse encostar a cabeça, chorar, desabafar, alguém que me compreenderia, me aconselharia, que gostaria de mim....
Se eu fosse uma pessoa normal teria alguém para me divertir, teria alguém que me odiasse, alguém que me ignorasse, teria alguém...
Se eu fosse uma pessoa normal teria um lar, onde poderia dormir, onde teria espaço para mim...
Se eu fosse uma pessoa normal não sofreria tanto, pois tinha alguém que me apoiaria. Se eu fosse uma pessoa normal saberia viver cada dia como o último. Se eu fosse uma pessoa normal morreria todos os dias para renascer no outro. Se eu fosse uma pessoa normal gostaria de sair e estar com os amigos. Se eu fosse uma pessoa normal não teria tantos desentendimentos com o mundo em geral. Se eu fosse uma pessoa normal aceitaria a opinião dos outros, respeitando-os.
Se eu fosse uma pessoa normal gostaria de escutar mais e falar menos.
Se eu fosse uma pessoa normal teria uma vida melhor.
Se eu fosse uma pessoa normal não seria eu.
Tenho de aprender a ser diferente!!!!
Gosto de dançar e sou o que danço (e espero que os outros percebam o que sou quando danço), mas ao agir com os outros, no dia a dia, sou uma outra pessoa, alguém socialmente melhor; alguém que obedece aos cânones desta sociedade mediana em que nos habituamos a viver... por isso deixo de ser eu mesmo para passar a ser alguém que todos querem que seja e que não me importo de ir sendo...

Gosto de ler e ver filmes, gosto de ouvir musica por acaso na radio, adoro cantar e desafinar e não me importar com isso, gosto de ir ao teatro, adorava já ter ido à opera e ainda n fui!!!!! (grrr) Gosto de estar numa sala de cinema a ver uma comedia romântica foleira(pindérica) ou discutir um grande filme ou um espectáculo com um outro apreciador...
Adoro o MAR, adoro a LUA!!!ADORO A LUA CHEIA REFLECTIDA NO MAR À NOITE (ai as saudades...)
...adoro pele morena, adoro o sabor a sal que arde nos lábios, que dá vontade de os trincar e adoro a alegria erótica do verão, mas também gosto do dourado do outono e a chuva miudinha que vai caindo sobre as folhas também elas caídas, e eu no sofá antigo de comando na mão a ver uma serie qualquer na TV e a lareira a crepitar...
Gosto de músicas de natal mas odeio a época...
Gosto do PALCO!!!! gosto de estúdios de dança... gosto da sala do teatro...
Mas tento falar de dança e dou por mim sem conseguir exprimir aquilo que sinto em relação ao que faço todos os dias, ao que dediquei toda a minha vida e ao futuro em que apostei....
Não, não quer dizer que esteja arrependido das minhas escolhas, nada disso... apenas me é difícil passar para palavras tudo aquilo que a dança significa para mim. Eu danço quando me sinto super alegre e não sei como exteriorizar isso, danço quando estou de rastos e muitíssimo deprimido, danço para me animar, para me acalmar, para mostrar aos outros quem eu sou, para pedir ajuda quando preciso, por adorar sentir o movimento no corpo, ou as dores das aulas de técnica, danço porque adoro fazer parte de alguma coisa, danço e sonho com um grande palco, danço e penso nos aplausos, danço e irrito-me por ser tão mau ["Dormir menos. Rotina matinal. Treinar o dobro cada grand battement para ganhar controlo e força. Nove ou dez piruettes.(...) Fazer caprioles virado de frente para o espelho em vez de o fazer de lado.(...) Rotações de triplos assemblés. Trabalhar fraseado. Os outros gostam de dar uma dentada para ver se eu sou de ouro ou de latão. Deixá-los. Hão de partir os dentes, de qualquer das formas."](O BAILARINO)

Gosto de estar sozinho... gosto d estar rodeado de amigos... gosto de conhecer pessoas diferentes...
Gosto de cafuné... de festas atras das orelhas, do toque de dois narizes, de pequenas mordidelas... gosto de beijos... gosto mesmo muito de beijos e é pena só perceber isso agora. Gosto do toque de dois corpos, do contacto da pele... gosto de ter alguém que goste de mim... Gosto de estar apaixonado e gosto de quem me trata bem não esperando nada em troca... gosto de saber com quem contar e gosto de saber que tenho alguém com quem contar!
Gosto de gostar
gosto...

Sem comentários:

Enviar um comentário